1/2

                  O ARTISTA

 

Bacharel em Artes Cênicas pela Unicamp é também formado pela  École Philipe Gaulier em Londres, onde realizou especializações em Shakespeare, Tchecov e Melodrama.

Seus trabalhos mais recentes como diretor são: "As Cangaceiras Guerreiras do Sertão", musical de Newton Moreno, "Os Grandes Encontros da MPB"', de Pedro Brício, "Diários do Abismo", baseado na obra de Maura Lopes Cançado, "O Choro de Pixinguinha", de Ana Velloso,  "Kid Morengueira- Olha o Breque", de Ana Velloso, "O Musical da Bossa Nova", roteiro de Rodrigo Faour e Sergio Módena, "Estes Fantasmas!", de Eduardo De Filippo, “Janis”, de Diogo Liberano, "Os Vilões de Shakespeare", de Steven Berkoff, “Esse Vazio”, de Juan Pablo Gomez, “Como Me Tornei Estúpido”, adaptação da obra de Martin Page feita por Pedro Kosovski, "O Último Lutador, de Marcos Nauer e Tereza Frota, “Ricardo III” de William Shakespeare, “A Arte da Comédia”, de Eduardo De Filippo, “Politicamente Incorretos”, “Forró Miudinho” “Bossa Novinha- A Festa do Pijama”, “Sambinha” e "O Choro de Pixinguinha", musicais de Ana Velloso, “A Revista do Ano- O Olimpo Carioca”, de Tânia Brandão, “As Mimosas da Praça Tiradentes”, de Gustavo Gasparani e Eduardo Rieche e o  show “Paletó de Lamê – os grandes sucessos (dos outros)”.

Escreveu "O Soldadinho e a Bailarina" (adaptação do conto de H. C. Andersen) em parceria com Gustavo Wabner e dirigido  por  Gabriel Villela.

Seus espetáculos receberam inúmeras indicações e prêmios nas mais importantes premiações teatrais do eixo Rio- São Paulo.